Adélio Bispo não é inimputável. É necessário recorrer. 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

Fonte (Imagem): Free Images
29/05/2019
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

Adélio Bispo não é inimputável. É necessário recorrer.

Para início de conversa, informo que discordo veementemente da política externa de Jair Bolsonaro. Não sou seu seguidor mas espero que ele, homem bem-intencionado — no estilo dele —, paulatinamente, melhor informado sobre a realidade mundial, mude de orientação bem antes do término de seu governo. Se possível com outro ministro das relações exteriores.

 

O que digo abaixo não vem propriamente de um “bolsonarista'. Diria o mesmo, fosse qual fosse o político esfaqueado por um homem de inteligência mediana que cometeu um crime, sabendo perfeitamente o que fazia e que logo, logo, poderá estar totalmente livre; “curado' e até paparicado como herói nacional pelos milhões de adversários da vítima. Parabenizo, meio a contragosto, a habilidade técnica, a inteligência profissional, de seus advogados conseguindo a façanha de uma quase impunidade, livrando o cliente, preso em flagrante, da cadeia e concedendo-lhe muito mais que os quinze minutos de fama.

 

Dito isto, abordemos a decisão que me parece absurda, sob o prisma da sanidade mental.

Leia o Artigo Completo no Blog Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues, no link abaixo.

Leia na íntegra

views 574

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!