Currículos universitários não atendem por anacrônicos e retrógrados 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

Fonte (Imagem): Inspiring Future
21/08/2018
Roney Cesar Signorini

Currículos universitários não atendem por anacrônicos e retrógrados

Se você acha que a educação é cara, experimente a ignorância. Derek Bok Parte da população brasileira já se deu conta de que educação é investimento, mas não tem força nem representação política para dar consequência social à noção de que a ignorância, mais do que custar caro ao indivíduo, custa caro ao país. A polêmica sobre a eficiência do ensino superior não é nova, mas adquire contornos mais definidos neste início de século em que velhos paradigmas estão sendo quebrados e em que, cada vez mais, o diploma universitário não é garantia de desenvolvimento das capacidades cognitivas dos estudantes, como seu espírito crítico e sua capacidade de resolver problemas. É só dar ouvidos ao mercado empregador para saber o que pensam os RHs, recrutadores, gerentes e gente de decisão na contratação de pessoal novo, egresso das universidades. A grita é geral, não só no Brasil, daí estarmos “um pouco' absolvidos, ou melhor, “meio condenados'. O ex-reitor da Universidade Harvard Derek Bok quebrou lanças com os líderes acadêmicos quando apontou que, apesar dos seus muitos benefícios, as faculdades e as universidades americanas “oferecem muito menos para seus alunos do que deveriam. (?) Muitos formados deixam a instituição com um diploma cobiçado e dispendioso sem poder corresponder o suficiente para satisfazer os empregadores (?) ou raciocinar claramente ou executar de forma competente a análise de problemas complexos e não técnicos'.

Leia na íntegra

views 53

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!