“Doces Mentiras', uma crônica de Danuza Leão 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

07/05/2018
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

“Doces Mentiras', uma crônica de Danuza Leão

Não deixe de ler a corajosa crônica da Danuza, no jornal O Globo, e também meu comentário a respeito, acessível neste espaço com um clique. Abaixo, alguns trechos da crônica e dos meus comentários. No meu artigo o leitor poderá localizar a crônica mencionada, para lê-la integralmente. O tema “verdade' sempre me interessou vivamente, tanto assim que publiquei dois volumes — “Verdades que melindram', procurando demonstrar a verdade em temas que, pela sua abrangência e fluidez, permitem cavalares recheios de falsidades. (...) Para ser franco, não sei como a raça humana conseguiu, até agora, evitar a autodestruição mentindo com tanto desembaraço, a arte pela arte. Na crônica da Danuza ela pergunta: “Quer um conselho? Reúna a família e declare, em alto e bom som, que se seu marido estiver tendo um caso você não quer nem saber, e se teve um há 20 anos, também não está interessada'. E acrescenta: “por que os crimes prescrevem, mas os sofrimentos que certas revelações trazem, esses não'. Outra boa sacada da cronista é quando diz (...) “Aprendi com Vinícius (de Morais): quando alguém chegava perto e dizia “preciso te falar uma verdade', ele respondia logo: “verdades, só pelas minhas costas'. Danuza Leão — fiquei sabendo só agora, por variadas fontes — sempre se distinguiu pela ousadia do pensamento, mesclado de verdadeiro horror à hipocrisia. Por isso recomendo sua leitura.

Leia na íntegra

views 102

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!