EXTRAÇÃO, A CHUMBO, DE MAXILAR 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

Fonte (Imagem): Free Images
18/03/2020
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

EXTRAÇÃO, A CHUMBO, DE MAXILAR

(O presente conto é mera descrição de um roubo verdadeiro ocorrido no Brasil, salvo engano no Rio de Janeiro, alguns anos atrás. Quem me narrou os fatos era amigo da vítima do roubo. Não li nada a respeito, só ouvi o relato, vindo de pessoa que não tinha interesse em mentir e nunca imaginou que o fato se transformaria em um conto, muitos anos depois. Digamos que é “um conto inspirado na vida real'. É violento, mas não por deliberação do autor, no presente caso. Violento é o mundo real.)

        Pouco antes das sete da manhã, Benvinda está chegando à residência em que trabalha há vários anos. Suas passadas demonstram uma vivacidade inabitual.

        Empregada doméstica, quarenta anos, morena, é esperta e ajuizada, apesar de pouco instruída. Tem uma filha de dezoito anos, que é tão ajuizada quanto ela e que trabalha em um banco, estudando à noite.

        Caminhando, Benvinda experimenta hoje uma euforia que não sentia há anos. Está apaixonada... E também surpresa. Como é que aquele “gatão', bonito, másculo, de sotaque espanhol, “cismou' justamente com ela, uma mulher mais velha do que ele?

            — Coisas do amor? — ela se pergunta.           LEIA NA ÍNTEGRA

Leia na íntegra

views 95

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!