O perigo das manchetes tendenciosas 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

21/12/2018
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

O perigo das manchetes tendenciosas

As últimas manchetes do “Estadão' sobre o “auxílio-moradia', em contraste com o texto, em letras miúdas, parecem indicar uma intenção do jornal — espero estar enganado —, em desmoralizar o judiciário. Isso porque muita gente lê apenas a manchete. Doravante, o auxílio-moradia não mais será pago a todos os magistrados na ativa, caracterizando um “penduricalho'. Agora descabe o apelido. O auxílio será pago apenas aos juízes que estiverem atuando em local diverso da comarca ou juízo de origem, mudando de cidade. Isso é rotineiro na atividade privada. Se um engenheiro, trabalhando em S. Paulo, for designado para trabalhar, provisoriamente, em outra cidade, o empregador é obrigado a pagar o aluguel da casa, ou hotel, do funcionário, durante esse período, a menos que o engenheiro tenha casa própria disponível, vazia, na outra cidade. O juiz, para fazer jus ao benefício, terá que mostrar o comprovante do que pagou. Essa despesa não poderá exceder os atuais R$4.377,73 mensais. Isto é: nada de luxo! Explico o óbvio porque os leitores de manchetes parecem ignorar o detalhe, quando escrevem, revoltados, no Fórum dos Leitores.

views 96

comentários 0

1

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!