O “zelo administrativo' de Genghis Kahn 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

04/09/2017
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

O “zelo administrativo' de Genghis Kahn

Segundo o livro “2201 Fascinating Facts', de David Louis, o tirano mongol forçava cada um de seus soldados a matar aproximadamente 50 habitantes das cidades conquistadas após luta. Os derrotados eram reunidos fora dos muros da cidade e executados com golpes de machado de guerra. Para provar que haviam cumprido as ordens os soldados eram obrigados a cortar uma orelha de cada vítima, guardá-las em um saco e apresentá-lo a um oficial, para serem contadas. O livro não esclarece o que aconteceria com as orelhas — e o resto —dos soldados mongóis, caso descumprissem sua quota. Diz o mesmo livro que em 1221 Genghis Kahn matou 1.748.000 pessoas em Nishapur, em uma hora. Uma prova, a mais, de que a soberania ilimitada de qualquer país, em qualquer época, pode transformá-lo em um açougue legal. Incrivelmente, nesse ponto da teoria política internacional, no item Soberania, não estamos diferentes de 1221. Que o diga o leitãozinho norte-coreano, com sua bomba de hidrogênio no nariz do míssil.

views 212

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!