Para o Brasil a torre do Pisa ruiu 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

Fonte (Imagem): Free Images
22/10/2018
Roney Cesar Signorini

Para o Brasil a torre do Pisa ruiu

As pessoas precisam de três coisas: prudência 
no ânimo, silêncio na língua e vergonha na cara.
Sócrates

Vergonha era um qualificativo muito temido, quando acompanhado de “falta' de vergonha. Os mais velhos enrubescem(iam) quando alguém dispara(va) uma cobrança se o indivíduo “não tinha vergonha na cara'.

A rigor a vergonha nunca esteve ou deixou de estar na cara de qualquer um, mas muito interiormente, no âmago da personalidade, do caráter e dignidade.

Eu me alongo um pouco porque o tamanho de nossa vergonha é igual ou maior do que os resultados pífios obtidos pela educação brasileira no PISA 2015, que se arrastam desde o ano 2000 quando foi criado, e com a certeza de que em 2016 será pior. É só olhar para o que aconteceu neste ano com escolas invadidas, falta de aulas, professores em greve, quebradeira e vandalismo por meses.

Na tentativa de compreender os fatores que contribuíram para esses resultados negativos, o UOL conversou com quatro especialistas na área da educação. Um dos argumentos foi unânime: o problema da formação do professor.


Leia na íntegra

views 40

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!