Quod abundat non nocet 

O 500 Toques faz muito uso de cookies no navegador

Por favor, ative os cookies nas preferências do seu navegador antes de entrar.

17/08/2017
Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues

Quod abundat non nocet

(Fato da vida real, muitos anos atrás). Sentados na sala do escritório, o advogado — paciente mas exausto —, conseguiu, um acordo na divisão dos bens da sociedade entre os três irmãos. Suas robustas esposas estavam presentes, sérias e desconfiadas umas das outras. Ouvindo a leitura do contrato um dos irmãos alegou que uma das cláusulas estrava meio confusa, sendo melhor desdobrá-la em duas. O advogado respondeu que a cláusula, lida com cuidado, dispensava o desdobramento, mas o cliente insistiu. O advogado, evitando discussão, concordou: — Está bem, “Quod abundat non nocet' (é melhor sobrar do que faltar). Ouvindo o “abundat' as senhoras ficaram, inquietas, coradas, e murmuraram para os maridos. Um deles, meio exaltado, disse: — “Doutor Farias, nós gostamos muito do senhor, mas é preciso lembrar que há senhoras de respeito aqui presentes, que não gostam de palavrões!'. Atônito, o causídico explicou que citara uma máxima jurídica, em Latim, que significa “O que abunda não prejudica'. O cliente ficou de pé, indignado, e quase gritou: — “De novo?!'

views 166

comentários 0

0

Deseja comentar essa notícia?

Últimos comentários



Negócios

Anunciar

Central de ajuda

Contato

X

Recuperar senha!